SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO – ANO 34



Judas iscariotes, socialismo e os pobres

18/07/2021 - por Thiago da Silva Vieira

O oitavo mandamento “Não roubarás” estabelece o direito à propriedade, proibindo furtos, roubos, ou qualquer impedimento de alguém utilizar de sua propriedade conforme lhe apraz. Também proíbe a apropriação injusta de terras por meio do governo civil, a exemplo de Acabe e Jezabel, que roubaram a vinha de Nabote ( 1 Reis 21). Isso inclui também, o dinheiro adquirido por meio de impostos injustos cobrados pelo Estado, por exemplo: a redistribuição de riquezas, o tirar dos ricos para dar aos pobres.
Em sentido geral, conforme Tomás de Aquino expressou: “Devemos saber que por esse preceito proíbe-se toda a forma injusta de se obter um bem.”É necessário compreender que esse mandamento nos ordena não apenas a não roubarmos, mas também a termos um espírito de generosidade, para compartilharmos nosso bens, ajudando os necessitados.
Quando Jesus, em Betânia, foi ungido por Maria com um perfume caríssimo, Judas Iscariotes criticou veementemente aquela ação: “Por que não se vendeu este perfume por trezentos denários e não se deu aos pobres? “ Mas essa não era a real intenção de Judas. O apóstolo João revela sua real intenção: [...] “ Isto disse ele, não porque tivesse cuidado dos pobres; mas porque era ladrão e, tendo a bolsa, tirava o que nela se lançava” (Jo 12.1–6).
Judas Iscariotes em nome da misericórdia demonstrou a intenção de distribuir a propriedade daquela mulher entre os pobres. Ele não estava satisfeito com o uso que ela fez de sua própria propriedade. Porém, na verdade, Judas queria a propriedade daquela mulher para si, pois era ladrão. Judas não amava os pobres, amava muito a si mesmo. Ele não se importava com igualdade, apenas tinha inveja da riqueza do próximo e do direito de usa-la como lhe convinha. Ele não queria cumprir o oitavo mandamento, mas transgredi-lo. Ele era um hipócrita que em nome da Lei transgredia a Lei. Judas em nome da misericórdia aos pobres queria roubar aquela mulher e também os pobres. Ao agir assim, não demonstrou nenhuma misericórdia para com a mulher, nem para com os pobres pelo quais colocou-se como defensor. A falta de misericórdia em nome da misericórdia é a marca dos traidores a Jesus Cristo. Eles roubam de Jesus o direito de ser honrado.
Alguns políticos querem que as pessoas acreditem que eles são misericordiosos. Que se preocupam com justiça e igualdade, quando pelo bem dos pobres, votam por impostos mais altos para ricos e mais distribuição de riqueza. Isso é socialismo. Também, no socialismo, você trabalha, mas não tem o direito de fazer uso do fruto de seu trabalho. O Estado interfere em como você pode obtê-lo e deve usa-lo. Ele impede você de ser misericordioso voluntariamente. Segundo eles, o ideal é a igualdade, porém na prática, em países socialistas e comunistas vemos que os pobres não são ajudados, apenas os que administram o Estado vivem numa boa.
Quando vemos escândalos de corrupção e através do roubo a obtenção de ricas propriedades por partes de políticos que em seus discursos arrogam para si a salvação dos pobres, lembramos de Judas Iscariotes, que era ladrão e traidor de Cristo. O discurso deles é a preocupação com os pobres, mas a real intenção é o apoio do povo para fazerem mal uso do dinheiro do povo.
O socialismo e o comunismo são projetos de poder que roubam, não apenas do rico em nome do pobre, mas roubam o pobre em nome da misericórdia. O Salmos 109 é aplicado a Judas Iscariotes, sobre sua punição, em Atos 1:20. O mesmo Salmos diz o seguinte: “Porquanto não se lembrou de usar de misericórdia mas perseguiu o aflito e o necessitado, como também o quebrantado de coração, para os entregar à morte. Ele não encontrou prazer na bênção” (Sl 109.16–17). A desobediência ao oitavo mandamento “Não roubarás”, destrói a vida em sociedade, pois o que trabalha não pode prosperar como deveria, o pobre não é realmente ajudado por quem deveria, e os poderosos ficam mais poderosos ao empobrecer os outros em proveito da própria riqueza.
 

Mais artigos de Thiago da Silva Vieira

13/09/2021 - Descontentamento com o vapor


05/09/2021 - Descontentamento com o vapor


29/08/2021 - Teologia pra que?


21/08/2021 - Alegria no Vapor


09/08/2021 - Você é um hipócrita?


18/07/2021 - Judas iscariotes, socialismo e os pobres


12/07/2021 - Usos e costumes: obras mortas e escravidão espiritual


05/07/2021 - Santidade e Felicidade Dois Lados Da Mesma Moeda


26/06/2021 - Falso avivamento da igreja no Brasil


30/05/2021 - A eficácia e a necessidade de armas para defesa pessoal























Jornal Democrata
São José do Rio Pardo e Região
Whats 19 3608-5040
Tel.: 19 3608-5040

Siga-nos nas Redes Sociais

contato@jornaldemocrata.com.br